11 5031-3365

11 97570-0077

Blog

Você está em: Home > Sustentabilidade e Meio Ambiente > Quais são e por que reciclar o lixo eletrônico?

Sustentabilidade e Meio Ambiente

Quais são e por que reciclar o lixo eletrônico?

O lixo Eletrônico é todo resíduo material produzido pelo descarte de equipamentos eletrônicos. Com o elevado uso de equipamentos eletrônicos no mundo moderno, este tipo de lixo tem se tornado um grande problema ambiental quando não descartado em locais adequados.
Componentes como computadores, monitores, celulares, pilhas e baterias, televisores, lâmpadas e outros fazem parte do lixo eletrônico. Na sua fabricação são usadas substâncias que lhes conferem durabilidade, desempenho, proteção. Quando chega o final da vida desses produtos, no entanto, estes mesmos elementos podem representar sérios riscos à saúde da natureza e do homem, se não forem descartados adequadamente. Só para citar alguns: mercúrio, chumbo, fósforo e cádmio.

A sucata eletrônica possui mais de 20 tipos de componentes que podem ser extremamente prejudiciais à saúde e ao meio ambiente. Chumbo, Mercúrio, cádmio e arsênico são alguns dos metais pesados presentes no lixo eletrônico sendo altamente prejudiciais à saúde humana e que podem resultar na contaminação do espaço e das pessoas que fazem a sua manipulação, como os envolvidos na reciclagem desses equipamentos.
O que mais se observa, nesta hora, são os produtos jogados no fundo dos armários ou os "catadores" que retiram as partes que sabem valer algum dinheiro e jogam o resto fora no primeiro lugar que encontram. Destes produtos, vão vazar os elementos mencionados acima e contaminar o ar ou os lençóis subterrâneos, responsáveis por mais de 90% da água que bebemos.
 

QUAL A SOLUÇÃO?


A solução é a reciclagem. Inicialmente, serão reaproveitados todos os materiais que possam retornar ao processo produtivo, reduzindo a necessidade de se extrair mais elementos da natureza. Esse processo, ainda que custoso, traz benefícios na equação ambiental. O que não puder ser reaproveitado tem de ser descartado com segurança, em lugares próprios, preparados e autorizados para tal, evitando a contaminação das fontes de vida.

Para evitar a contaminação do solo com os componentes presentes nesses materiais, o ideal é a reciclagem de lixo eletrônico. É importante ressaltar que esse tipo de resíduo não deve ser descartado em lixeiras comuns e embrulhá-lo em jornais ou plásticos não ajuda em nada o processo. Com a crescente preocupação do governos e de empresas com o descarte de lixo eletrônico, estão sendo criados normas e programas de incentivo às empresas, para que elas efetuem a coleta do lixo eletrônico. 

Quando descartados de forma incorreta, no lixo comum, que seguem para aterros sanitários, essas substâncias tóxicas são liberadas podendo contaminar o solo e atingir os lençóis freáticos, e caso a água venha a ser utilizada na irrigação, criação de gado ou mesmo no abastecimento público, o homem pode ser afetado.

Esses resíduos não devem, em hipótese alguma, ser depositados diretamente na natureza, como em aterros sanitários, por exemplo, pois contaminam a água, o solo e podem até afetar os lençóis subterrâneos e acumular-se em animais. Menos ainda se deve descartar resíduos eletrônicos na rua ou junto com o lixo comum, pois essa atitude pode acarretar problemas ambientais e contaminações diversas.

 

AONDE DESCARTAR?


Você tem pilhas, baterias, celulares, carregadores ou lâmpadas lotando suas gavetas? Sabe que esse “e-lixo” não deve ser jogado no lixo comum, mas também não sabe o que fazer com ele?  É imprescindível que eles sejam descartados corretamente, apenas em locais autorizados e que, preferencialmente, os equipamentos eletrônicos sejam enviados a cooperativas de reciclagem capacitadas para fazer essa coleta. Além de evitar a contaminação, gera-se renda para esses trabalhadores.

A reciclagem de produtos eletrônicos ainda é feito em pequena escala. A maior parte  dos metais é exportada para países que detêm a tecnologia para isso. As peças vão para o exterior onde as substâncias tóxicas são separadas e reaproveitadas em novos produtos, como celulares, baterias etc. 
Pela legislação, os fabricantes e vendedores já são obrigados a recolher celulares, assim como pilhas e baterias, mas na prática, muitos vão dizer que ainda estão se adequando a lei.

Depois você pode entrar em contato com a prefeitura de sua cidade e perguntar onde descartar, já que eles são responsáveis pela coleta no seu município.
Abaixo você encontra um site para descartar esses aparelhos de forma segura e sem poluir o meio ambiente:
www.cempre.org.br – O site conta com o mapa da reciclagem, onde você pode buscar por quem recolhe eletrônicos e outros tipos de resíduos.
 
Caso você tenha uma empresa, comércio pode conferir nossa linha de coletores para pilhas, baterias e celulares ou coletores de lâmpadas. Nem sempre é possível separar resíduos específicos em casa, mas o ambiente coletivo das empresas pode ser o ponto de encontro ideal para pessoas que acreditam que pequenas atitudes podem fazer uma grande diferença!
Além de colaborar com o meio ambiente, a instalação de um coletor de pilhas, celulares e bateras fará sua empresa demonstrar preocupação com a preservação do planeta, agregando valor à marca.